quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Convite ESPECIAL: Manifestação Contra a Instalação do Estaleiro OSX em Biguaçu! Sábado - 10h em Jurerê Internacional

SALVE SALVA Movimento em Defesa das Baías de Florianópolis, hoje é o dia! E já está sendo, encomendamos um solsinho e parece que ele cumpriu o acordo!

AGUARDAMOS TODOS EM JURERÊ INTERNACIONAL PARA SE MANIFESTAREM E PASSAREM UM BELO SÁBADO EM DEFESA DAS BAÍAS DE FLORIANÓPOLIS.

Participe, chame seus familiares, amigos... 
Essa discussão PRECISA DE TODOS!
Preservar sempre: PELA VIDA! Estaleiro em BIGUAÇU, NÃO!

11 comentários:

Movimento em Defesa das Baías de Florianópolis disse...

Participel, AJUDEM A DIVULGAR!

A NATUREZA AGRADECE!

Fezinha disse...

A empresa vem para lucrar e ninguém vai ganhar nada com isso?
O estaleiro da OSX trará benefícios diretos e indiretos para a região com a geração de emprego e renda, aumento do consumo de bens e serviços, dinamização da economia local e, conseqüente, aumento na arrecadação de impostos, que poderão ser revertidos em melhorias dos serviços públicos para a sociedade.

Fezinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fezinha disse...

Ninguém mais vai poder pescar porque os peixes e os camarões vão desparecer com a dragagem. Os mariscos e as ostras dos maricultores também vão ser prejudicados pelo estaleiro?
A pesca e a maricultura são atividades que vão continuar com a implantação do estaleiro da OSX. Apenas durante a dragagem do canal, que será feita por trechos, é que a área de pesca será um pouco reduzida.
Nesse período, a área não permitida será sinalizada e comunicada antecipadamente aos pescadores e maricultores. Haverá programas de apoio às atividades de pesca e maricultura, desenvolvidas em conjunto com as comunidades vizinhas, beneficiando Biguaçu e Governador Celso Ramos.

Fezinha disse...

Todo o mangue da região vai precisar ser removido para a construção do empreendimento?
É importante ressaltar que a região já não apresenta mais grandes áreas de remanescente de mangues, suprimidos pela ocupação humana.
Quanto ao estaleiro da OSX, o terreno onde se pretende construí-lo era utilizado anteriormente para atividades rurais, ou seja, já foi modificado por ações humanas e esse foi um dos critérios de escolha recomendados pelos estudos ambientais. No entanto, uma pequena parcela deste terreno é ocupada por vegetação de mangue, com cerca de 1,53 ha, o que corresponde a 0,98% da área objeto do licenciamento ambiental, e que será objeto de intervenção, mediante prévia autorização do órgão ambiental competente, sendo observadas as disposições da legislação aplicável.
Cumpre salientar que a área a ser preservada e recuperada no imóvel onde se pretende construir o empreendimento totalizará 42,6 hectares de vegetação continua, pois é o resultado da soma dos 28,2 hectares de compensação pelo uso da franja de restinga herbácea, somado aos 14,4 hectares da recuperação e preservação das Faixas Marginais de Proteção (FMPs) dos Rios Camarão e Areias.

Fezinha disse...

As praias vão ficar sujas de óleo e graxa?
A OSX quer ser um parceiro para contribuir com os esforços já existentes na limpeza das praias, que são patrimônio natural da região e algumas já se encontram em estágio de degradação.
Quanto a óleo e graxa oriundos do estaleiro, não há volume suficiente de uso destes materiais que possa causar a poluição das praia.

Fezinha disse...

A dragagem vai acabar com os golfinhos da região?
As atividades que vêm sendo realizadas na Baía Norte ao longo dos anos têm contribuído diretamente para a redução da presença dos botos-cinza na região. Quanto à implantação do estaleiro da OSX, o que pode provocar impacto aos golfinhos são os ruídos oriundos da dragagem do canal de navegação. No entanto, estudos comportamentais mostram que ruídos temporários não provocam abandono definitivo destas espécies de seus hábitats.
Assim, os cetáceos não desaparecerão da região com a implantação e operação do estaleiro. Para minimizar este impacto, a dragagem será realizada preferencialmente no inverno, época em que foi constatada pelos estudos como a menor ocupação dos golfinhos no canal. De qualquer maneira, será realizado o monitoramento intensivo destes animais abrangendo toda a Baía Norte, avaliando possíveis mudanças no padrão de ocupação e comportamento.

Fezinha disse...

O estaleiro da OSX vai acabar com o cultivo de mariscos, já que a maior parte das fazendas estão em frente ao futuro empreendimento.
Há duas áreas de cultivo determinadas pelo Plano Local de Desenvolvimento da Maricultura de Biguaçu - PLDM em frente ao empreendimento. Porém, elas não estão licenciadas e nunca foram cultivadas. Ou seja, não há atividade de maricultura em desenvolvimento nesta área. No entanto, por se tratar de uma área definida pelo órgão competente e que coincide com parte da área a ser utilizada para a manobra das embarcações, estas áreas de maricultura deverão ser realocadas.
Para estas áreas, especificamente, a OSX já se comprometeu em apoiar a relocação, que, inclusive, já era interesse antigo de maricultores da região. Além disso, programas de apoio à maricultura serão desenvolvidos para auxiliar os maricultores na melhoria da geração de renda. Esses programas estão sendo construídos de forma participativa.

mestrelin disse...

Ok "Fezinha"...
O EIA/RIMA providenciado a pedido do empreendedor é tão perfeito como você cita em suas postagens, que a empresa que o elaborou foi autuada por omissão e indução ao erro.
Só por acaso existem estudos outros, independentes, que corroboram dados já apontados pelo ICMBio, e os complementam, inclusive.
Também o é por acaso que os Ministérios Públicos Federal e Estadual estão investigando o processo de licenciamento.
Se tudo é tão limpo e impecável nesse projeto como você coloca aí em seus posts, esse licenciamento já teria saído do papel...

Fred disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flora Neves disse...

É, como podemos perceber, o trabalho realizado pela empresa que veio do Rio para transformar o povo em massa de manóbra, deu certo! Infelizmente temos que respeitar as comunidades que foram iludidas e convencidas de que essa BOMBA em Biguaçu tratá algum benefício!
Uma pena! Mas nosso papel é justamente Defender nossas Baías, pois nós temos a consciência de que esse estaleiro é uma BOMBA de Hiroshima para os nossos ambientes naturais, nosso oceano!
Morte de ambientes marinhos, fauna... E junto nossa maricultura, pesca e turismo na grande Florianópolis. A ideia é que a SC mude de ramo, para se transformar numa Joinville, como é o sonho do "nosso" governador! É isso que queremos para Florianópolis e região???
EU NÃO!!! E você Fezinha???